21 de setembro de 2010

LOS PECES

          para a Xana Leite


areia, conchas e uma gruta
onde se reflectia límpida
a vida, repetida à exaustão
que os cantava em espanhol
bebendo no rio. tentámos
tudo o que pudesse prendê-los
à água. nada, porém, senão
vidro seco e silêncio
nos devolveram, ingratos

os peixes.

Renata Correia Botelho

com a devida vénia, de small song, Averno, Setembro de 2010

1 comentário: