14 de janeiro de 2010

[Noite de pedra]

Noite de pedra
cerração de muros
arames farpados
grades de ferro
cruzes de ferro
nas campas rasas
duma luz morta

E a lua os cornos da lua
uma baioneta calada

Noite de pedra noite forjada
- para que o silêncio esmague
o coração dos homens

Luís Veiga Leitão

com a devida vénia, de POESIA COMPLETA, Edições ASA, Porto, Setembro de 2005

Sem comentários:

Enviar um comentário